DE VOLTA AOS NOSSOS REFRIGERANTES

R-507A

PAO (ODP):
0
PCG (GWP): 3985
Inflamável:
Não inflamável
Retrofit:
Sim
Lubrificantes compatíveis:
POE
Nova instalação:
Sim
Gama de temperaturas:
Baixas, Meias

O R-507A é uma mistura azeotrópica de gás refrigerante HFC, sem destruição do ozono, utilizada em novos equipamentos de refrigeração de média e baixa temperatura. É também um substituto indireto (retrofit), em equipamentos que anteriormente funcionavam com R-502 e os seus substitutos HCFC como o R-408A, DI-44, HP80.

O R-507A é um fluido frigorigéneo de substituição a longo prazo para instalações com temperaturas de refrigeração médias e baixas que anteriormente teriam utilizado o R-502 ou o R-22. As suas propriedades físicas, termodinâmicas e operacionais são muito semelhantes às do R-502. As temperaturas de descarga são inferiores às do R-502. Em algumas condições de funcionamento, a capacidade de arrefecimento é ainda superior à do R-502, mas ao mesmo tempo com um coeficiente de desempenho ligeiramente inferior.

Aplicações:

– Armazéns frigoríficos.

– Vitrinas frigoríficas.

– Gelados/máquinas de gelados.

– Pistas de gelo.

– Entrepostos frigoríficos.

– Transporte refrigerado.

– Distribuidor de bebidas frias.

– Túneis congelados.

– Barcos de pesca.

– Sistemas inundados.

– Amigo do ozono, ODP = 0.

– Compatível apenas com óleos sintéticos POE.

– O equipamento pode ser reabastecido em caso de fuga.

– Temperaturas de descarga mais baixas do que o R-22 e o R-502, prolongando a vida útil do compressor.

– Capacidade de arrefecimento e eficiência energética muito semelhantes ao R-502.

– Capacidade de refrigeração superior e eficiência energética semelhante à do R-22.

– Potencial de aquecimento global (GWP): 3985

– Ponto de ebulição a 1,013 bar (ºC): -46,7

– Deslizamento ou deslizamento de temperatura (ºC): 0

– Densidade do vapor saturado a 25ºC (kg/m3): 66,64

– N.º ONU: 1078

– Classificação de segurança: A1. Baixa toxicidade e não inflamável.

– Carregar sempre em fase líquida.

Scroll to Top